O que é SOC e porque implementá-lo

O que é SOC e porque implementá-lo

 

A segurança da informação é um tema tão essencial quanto complexo. Todos nós sabemos o quanto é importante cuidar da integridade de nossos dados, mas não entendemos o real alcance e as consequências que brechas e falhas podem ter em nossas vidas pessoais e profissionais. Nossas atividades dependem cada vez mais da internet e da comunicação em rede para existir. Isso facilita muito as coisas por um lado, mas, por outro, aumenta o risco de vazamentos, invasões e outros problemas.

 

Não é incomum que organizações e empresas subestimem o nível de ameaça a que estão sujeitas. No entanto, os perigos crescem exponencialmente tanto em escala local quanto na escala global, e qualquer negócio pode ser alvo de algum tipo de ataque. Estar despreparado para lidar com essas vulnerabilidades é colocar em risco os pilares de um negócio.

Para diminuir a dor de cabeça e estar realmente preparado para lidar com os desafios de um mundo crescentemente interconectado, a solução mais completa é implementar um Centro de Operações de Segurança, também conhecido como SOC (Security Operations Center). Ali, são centralizadas as operações e serviços de segurança da informação. De casos específicos a processos mais gerais, tudo é controlado por ali.

Pode ser que implementar esse setor seja um pouco complexo, uma vez que é preciso definir políticas específicas e gerais e diagnosticar os principais problemas de segurança da sua empresa. Mas, uma vez superada essa fase, o SOC garante padronização da segurança e monitoramento constante, algo essencial em tempos que novas ameaças surgem a cada instante. Veja a seguir como funciona o SOC e as principais vantagens de tê-lo em seu negócio.

 

1. O que faz

Explicando de maneira simples, o SOC cumpre algumas tarefas básicas. São elas: (1) prevenir, por meio da criação e monitoramento de boas práticas que garantam a integridade dos usuários, das informações e das redes; (2) detectar ameaças em tempo real e identificar quais processos e procedimentos podem trazer riscos mais acentuados; (3) responder rapidamente a problemas e ameaças de segurança de maneira proporcional e adequada, fazendo bom uso da infraestrutura disponível; (5) avaliar o nível de vulnerabilidade global da empresa, identificando onde há fragilidades e que pontos e processos precisam de reforço na segurança.

 

2. Como funciona

O grande foco do centro de operações de segurança é o aspecto operacional da segurança das informações. O SOC trata-se, basicamente, de uma equipe ou setor onde há funcionários especializados em segurança da informação. Ele une equipes e departamentos que podem estar fragmentados sob uma única liderança, estabelece objetivos e coordena as políticas e os componentes da segurança. Quando as informações estão retidas em departamentos diferentes, aumenta a chance de que a demora para identificar uma ameaça será maior do que o necessário, colocando a empresa em risco.

A equipe do SOC está capacitada para monitorar e analisar os procedimentos de segurança de uma empresa ou organização de maneira constante e precisa. Suas principais ferramentas são, claro, a tecnologia, mas também uma série de procedimentos específicos. De uma maneira geral, os integrantes de um SOC são engenheiros e analistas de segurança que se dedicam a monitorar as possíveis ameaças. Podem ainda estar presentes analistas forenses, analistas de criptografia e especialistas em engenharia reversa.

Eles são responsáveis por observar atividades potencialmente ameaçadoras em redes, servidores, endpoints, bases de dados, programas, sites e demais sistemas usados pelas empresas. Um sistema SOC também conta com elementos de segurança física, com câmeras e barreiras físicas para evitar o acesso indevido a servidores e outros componentes essenciais, além dos elementos tecnológicos, como redes segregadas, tokens, criptografia, certificados e autenticações.

 

3. Diferenças entre SOC e NOC

Apesar de as siglas serem parecidas, SOC e NOC não são a mesma coisa. O NOC é o Centro de Operações de Rede e se foca em gerir o uso da rede. Sua principal função é garantir que os existam condições para que o trabalho, de uma maneira geral, possa ser realizado no ambiente da rede de uma empresa. Já o SOC se dedica exclusivamente, como dissemos, à segurança. Claro que existem convergências entre as duas coisas.

Problemas de segurança frequentemente têm impacto no desempenho da rede. Mas tratam-se de duas coisas diferentes e cada uma tem suas especificidades e suas necessidades (incluindo profissionais especializados).

 

4. Vantagens do SOC

Implementar um SOC na sua empresa vai, consequentemente, melhorar a segurança. Mas como isso acontece? Quais são as vantagens de tem uma central desse tipo? Em primeiro lugar, aumenta a velocidade de resposta a possíveis ameaças. Rapidamente, elas são identificadas e as melhores medidas podem ser tomadas.

Outro ponto positivo é proporcionar uma recuperação rápida de dados importantes e evitar que informações essenciais vazem em caso de invasões ou brechas de segurança. O SOC faz monitoramento contínuo dos problemas e identifica rapidamente o que está errado. É muito importante ter um sistema que esteja sempre atento e atualizado para as novas ameaças, que não param de surgir.

A transparência é outra grande vantagem do centro de operações. Tais informações podem ser rapidamente acessadas e verificadas tanto dentro quanto fora da sua empresa.

 

5. Planejamento

A implementação de SOC ajuda as empresas a profissionalizar a gestão de sua informação e a proteger seu negócio, diminuindo os riscos corridos e criando estratégias para administrar e lidar com os problemas. Mas, claro, leva tempo e demanda esforço criar as estratégias necessárias para fazer com que o centro de operações seja efetivo.

É preciso contar com uma equipe que consiga lidar com o tamanho dos desafios e saiba priorizar as áreas que precisam de mais atenção. Por isso, é vital ter uma equipe que seja experiente e qualificada, que consiga responder rapidamente às emergências. Se sua empresa tem planos de crescer e ampliar as atividades, o SOC também precisa entrar nessa equação. Será necessário pensar em ampliar a equipe e fazer avaliações periódicas dos principais desafios que a empresa pode enfrentar. As estratégias de segurança devem ser desenvolvidas paralelamente às estratégias de negócio, uma vez que novos desafios implicam também em novas potenciais ameaças.

 

A FastHelp é especializada em fornecer Serviços Gerenciados de Segurança - SOC. Nossos especialistas de Segurança são certificados e qualificados, atuando de forma proativa em seu ambiente de TI, gerenciando riscos e antecipando possíveis impactos aos negócios da sua empresa. Peça já uma consultoria gratuita sobre a situação do seu ambiente! 

Siga-nos

       

 

Contato:

 SIA/SUL Trecho 03 Lote 990,  Cobertura - Edifício Itaú

 CEP: 71.200-030 - BRASÍLIA/DF

 +55 (61) 3363-8636

 contato@fasthelp.com.br

Enviar mensagem

Últimas Notícias