Solicitar Contato

Iremos retornar seu contato em 24h!

6 + 1 =

7 Medidas de Segurança Digital que você mesmo pode implementar na sua empresa

Tempo de Leitura: 8min

Escrito por Natália Scalzaretto

Em 7 de November de 2017

Vivemos rodeados por tecnologias, e nas nossas empresas não é diferente. Todos nossos dados, informações, credenciais estão armazenados em nossos computadores. Diante deste fato, posso afirmar que dados, como informações de clientes, financeiras (cartão de crédito e senhas de banco) são bens, e como todo bem, eles precisam ser mantidos em segurança, assim como os ambientes e os equipamentos utilizados para o seu processamento.

Como sei que você se preocupa com a preservação dos dados da sua empresa, e quero hoje te mostrar 7 medidas de segurança digital que você mesmo pode implementar. São pequenas atitudes e hábitos que trarão mais segurança ao seu ambiente tecnológico.

1. Atualização de Softwares

Vamos lembrar do famoso WannaCry, o ransomware que atacou mais 45 mil vítimas em apenas um dia, entre elas, vários hospitais britânicos. O vírus explorava a vulnerabilidade do Windows desatualizado, as novas versões já haviam correções de segurança que impedem esse tipo de entrada. Esse é apenas um caso de vários que podem ser evitados mediante atualizações.

A atualização de todos seus softwares é fundamental, seja ela sistemas operacionais, programas diversos, tokens de segurança digital e até mesmo aplicativos de dispositivos móveis, pois, assim você se mantém sempre com o mais recente pacote de segurança disponível no software. Caso prefira, ative as atualizações automáticas, para que assim você não precise se preocupar tanto em estar sempre atualizando.

2. Backup de dados

O backup é uma prevenção muito eficaz contra a perda de dados, pois caso seus arquivos sejam criptografados ou apagados por engano você ainda os possui em outra unidade. Caso seja atacado por algum ransomware de criptografia de dados, nós não recomendamos que seja pago o resgate, pois a maioria dos casos é ineficaz e acaba incentivando outros criminosos a cometerem o mesmo tipo ataque.

Nossa recomendação é o backup frequente, defina o melhor cronograma para as atualizações desse backup, caso seus arquivos sejam alterados, significamente, diariamente, é melhor que seja feito diariamente, se não, semanalmente ou em períodos maiores. Para escolher a melhor plataforma de backup, físico ou em nuvem, deve ser analisado o volume dos dados e também qual a periodicidade dos backups, lembrando que são feitos manualmente caso você não tenha uma plataforma de automatização.

No mercado existem várias plataformas de automatização de Backups, que oferecem além da total automatização dos backups de acordo com sua preferência, também oferecem proteção contra a interrupção de operações e a otimização completa na recuperação dos dados. Veja mais sobre como fazer backups neste post.

3. Tenha cuidado onde clica

Muitas ameaças online hoje são baseadas em phishing e engenharia social (quando o usuário é enganado a revelar informações pessoais e confidenciais para fins fraudulentos). Essas ameaças são distribuídas por diversos meios como e-mails de spam, redes sociais, ofertas falsas, pop-ups, questionários on-line e outros, fazendo que você clique em links perigosos e entregue algumas informações pessoais.

Uma dica básica para garantir a segurança digital é para sempre desconfiar de ofertas que parecem muito boas para serem verdadeiras e também daquelas que te solicitam muitas informações e lembre-se de não responder e não clicar em links enviados por mensagens de estranhos.

4. Pratique a navegação segura

Sempre ao fazer compras on-line, visitar sites de banco ou qualquer outra ação que envolva dados pessoais ou financeiros, verifique se o endereço do site começa com “https”, em vez de apenas “http”, e possua um ícone de cadeado no campo URL. Isso indica que o site é seguro e utiliza criptografia para codificar seus dados para que ele não possa ser roubado por outros.

Além disso, você também pode analisar se há erros ortográficos ou gramaticais no endereço, pois podem ser cópias de sites legítimos.

5. Mantenha se informado sobre novas formas de ataque

Os perigos online estão evoluindo a todo tempo, hackers do mundo todo estão sempre procurando novas maneiras de infectar seus dispositivos, então, certifique-se de sempre conhecer as formas como eles estão atacando e como evitá-las.

Hoje temos blogs referências na área de segurança digital que estão sempre atualizados com dicas de prevenção contra novos ataques. Minha indicação é, obviamente, o nosso próprio blog da FastHelp e também o blog da Kaspersky e da McAfee, a linguagem utilizada na maioria dos blog é bem simples e compreensível, assim não se torna uma leitura cansativa mas até divertida.

7. Crie senhas fortes

Esse é um ponto super batido em toda a era da internet, mas quero reforçar, pois, criar senhas fortes e únicas para suas principais contas é realmente a melhor maneira de manter suas informações pessoais e financeiras seguras. Diante de tantos ataques hacker a banco de dados corporativos, onde a violação pode revelar dezenas de milhares de senhas de usuários, um hacker pode se utilizar dos dados vazados e utilizá-los para outros ataques, fazer login em suas outras contas, acessando assim, ainda mais informações sobre você e sua empresa.

Aqui vai alguns conselhos para verificar antes de criar uma senha:

  • Evite usar palavras

A melhor opção é não utilizar sequência de letras que formam palavras, mas se for usar, não utilize palavras que são diretamente relacionadas à você, seus gostos, familiares etc, como o nome do seu animal, do seu filho, ou até mesmo de Jesus (você ficaria impressionado se soubesse quantas pessoas utilizam Jesus em suas senhas rsrs). Se for utilizar palavras, tente montar palavras compostas, como uma gíria ou um dialeto.

  • Abuse dos tipos de caracteres

Hoje a maioria dos leitores de senha reconhecem letras maiúsculas e minúsculas, caracteres especiais e números, então usufrua disso e crie uma senha que mescle todos esses elementos. E já que falamos em números: não crie uma senha com sua data de aniversário e muito menos com a sequência “123456”! Essas são as primeiras senhas testadas por hackers.

  • Fuja do padrão

Nunca mantenha as senhas padrão em seus dispositivos, sejam eles de qualquer natureza, pois elas são de conhecimento geral. Assim que retirar seu dispositivo da caixa e configurá-lo para uso, altere a senha imediatamente e certifique-se de atualizar essas senhas regularmente.

  • Um por todos, todos por um? Sem chance!

Jamais utilize a mesma senha para várias contas. Esse é um erro comum por ser um incômodo lembrar de tantas senhas, mas, infelizmente, é necessário. Uma opção que sugiro para se livrar do incômodo e ainda se manter seguro é um gerenciador de senhas, tenho até a indicação de um blog post para caso ainda não esteja convencido dessa necessidade.

Já para sua empresa, eu recomendo um Cofre de Senhas, com ele é possível gerenciar, monitorar a criação e utilização de credenciais privilegiadas, isso tudo com um logon único e seguro, e também outras funcionalidades, aqui na FastHelp nós utilizamos a do nosso parceiro CyberArk, que hoje é referência neste segmento.

  • Deseja que o Google Chrome salve sua senha para este site?

Todos já caímos na tentação de salvar a senha no navegador, mas essa prática não é nada segura. Você sabia que é possível ver todas as senhas salvas no Google Chrome com poucos cliques e apenas a senha do usuário da conta administrador Windows logada?

Ou seja, quem tem a senha de acesso ao computador pode ter acesso a todas senhas salvas no navegador. Sendo assim, melhor se prevenir e não salvar nenhuma senha diretamente no navegador.

7. Proteja seu mobile

Nossos dispositivos móveis estão tão vulneráveis à ameaças online quanto os nossos computadores. Diariamente surgem novos riscos para estes dispositivos, hackers têm voltado sua atenção à eles por hoje serem muito usados em aplicações financeiras, redes sociais e outros tipos de aplicativos com informações importantes.

Tenha sempre cuidado para não clicar em links desconhecidos e baixe aplicativos em lojas de apps oficiais depois de ler as avaliações de outros usuários primeiro, pois mesmo em lojas oficiais entram algumas aplicações suspeitas, como já mostramos há algum tempo atrás nessa matéria.

Todas essas são medidas de segurança que você mesmo pode implementar na cultura da sua empresa para trazer mais segurança, e fica como aprendizado para os funcionários utilizarem também com suas informações pessoais. Pequenos hábitos trazem grandes mudanças.

Se inscreva na nossa newsletter para ficar por dentro desse grande universo que é a segurança digital. Ah, e fique à vontade em me chamar no e-mail lisa.rodrigues@fasthelp.com.br para tirar dúvidas e comentar sobre o assunto.

Você também pode gostar de…

Minha empresa foi vítima de um crime virtual. E agora?
Minha empresa foi vítima de um crime virtual. E agora?

Estratégias de mitigação de ataques virtuais Em poucas áreas o chavão “prevenir é melhor que remediar” é mais pertinente. Os danos causados por vazamentos de dados ou ataques como o ransomware (uma espécie de sequestro dos computadores da empresa) envolvem prejuízos...

0 Comments

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Entre em contato conosco

You have Successfully Subscribed!

Política de Privacidade

Este site usa cookies para fornecer seus serviços e melhorar sua experiência no site. Ao utilizar nosso portal, você concorda com o uso de cookies e nossa política de privacidade.

You have Successfully Subscribed!