O que estou liberando com as permissões de aplicativos?

O que estou liberando com as permissões de aplicativos?

 

Você já deve estar acostumado a ver que aplicativos, principalmente quando estão sendo instalados, pedem sua permissão para ter acesso a certas informações do seu dispositivo. Um app de edição de fotos provavelmente vai precisar ver seu armazenamento, por exemplo, para poder usar os arquivos que estão no seu telefone. Um programa que faz chamadas de voz solicitará sua permissão para acessar o microfone - e assim em diante. Faz todo sentido, claro. De acordo com as funcionalidades de cada aplicativo, ele vai precisar usar certas funcionalidades do celular. Mas, em alguns casos, esses programas pedem acesso a áreas do sistema ao qual não deveriam ter acesso - seus contatos, por exemplo.

E isso não se trata apenas de um engano. Toda vez que você permite que um app acesse suas informações, está também compartilhando-as com os desenvolvedores. Isso pode ser prejudicial (e até perigoso) para seus dados pessoais. Por isso, é preciso saber como as permissões funcionam e como ativa-las e desativa-las de acordo com sua necessidade. Entenda a seguir como administrar o acesso de aplicativos ao seu dispositivo.

 

O que são permissões de aplicativos?

Como dissemos antes, são o acesso que esses programas pedem para funcionarem no seu celular ou dispositivo. Um aplicativo de e-mail vai ser muito mais útil se pude ter acesso aos seus contatos. Em muitos casos, faz todo sentido conceder as permissões pedidas pelos apps. Em outros, é preciso ter atenção.

Para que um aplicativo de lanterna precisa ver seus contatos? Num caso assim, não há problema algum em negar a permissão (você sempre pode mudar isso mais tarde, se for necessário). Tenha em mente que as permissões de acesso são também portas de entrada para suas informações pessoais. Tome muito cuidado.

 

Como funcionam as permissões de aplicativos?

Os aplicativos podem pedir acesso a diversas áreas do seu telefone para que possam desempenhar suas funções de maneira adequada. Por isso, é bom saber o que cada setor do seu dispositivo guarda, para saber ao que os programas poderão ver se você permitir. O telefone, claro, é a parte responsável pelas chamadas. Os apps poderão colocar números e até mesmo fazer chamadas sozinhos, dependendo do nível de privilégio dado. O mesmo raciocínio se aplica aos SMS - com o adicional de que o aplicativo poderá também ler suas mensagens.

Apps sociais e de comunicação pedem acesso à agenda para conectar você com rapidez aos seus amigos, colegas e familiares. Portanto, faz todo sentido que e-mail e redes sociais peçam essa permissão. O calendário também pode ser acessado por uma rede social ou um app de organização pessoal. Um dos mais sensíveis é a localização. Ela pode ser muito útil para navegação e para encontrar um bom restaurante durante as férias. Mas dar acesso a redes sociais pode ser irritante (e assustador) e acabar inundando seu aparelho com propagandas e notificações irritantes.

Não existe uma regra clara para dar ou não acesso aos apps. Use sempre seu bom senso para decidir em cada caso.

 

Perigos de dar permissões demais

O maior perigo aqui é a privacidade, embora apps maliciosos possam tentar usar seu dispositivo para cometer crimes e espalhar vírus. É claro que é difícil saber se todos os desenvolvedores são responsáveis com nossas informações, mas, de maneira geral, é seguro conceder privilégios para aplicativos confiáveis e reconhecidos.

Sempre fique muito atento em lojas virtuais. Golpistas podem criar versões falsas de apps conhecidos para enganar os usuários e roubar informações - usando, justamente, as permissões. Cheque sempre para ver se o programa que está baixando é oficial, dê uma olhada nas resenhas e veja quantos downloads o aplicativo teve. Na dúvida, o melhor é não baixar.

 

Como administrar as permissões de aplicativos?

Os principais sistemas operacionais dão ao usuário a opção de escolher quais programas e aplicativos terão acesso ao quê. E isso pode ser feito mesmo depois da instalação. No Android, por exemplo, vá em "Configurações", "Apps e notificações". Em cada app individual você pode ver o que ele está acessando. Já no iOS, essa opção está em "Configurações", "Privacidade". Ali você verá quais partes do dispositivo os aplicativos podem usar.

Prestar atenção a isso é essencial porque, a cada vez que um aplicativo novo é instalado, você está escolhendo como esse programa vai pode se comportar. Embora possa parecer uma preocupação menor, cuidar das permissões é uma das muitas medidas que podemos tomar para proteger nossa segurança e nossa privacidade.

Siga-nos

       

 

Contato:

 SIA/SUL Trecho 03 Lote 990,  Cobertura - Edifício Itaú

 CEP: 71.200-030 - BRASÍLIA/DF

 +55 (61) 3363-8636

 contato@fasthelp.com.br

Enviar mensagem

Últimas Notícias