Solicitar Contato

Iremos retornar seu contato em 24h!

5 + 7 =

Presidente Bolsonaro, família e ministros são alvo de hackers

Tempo de Leitura: 4min

Escrito por admin

Em 2 de June de 2020

O presidente Jair Bolsonaro, seus filhos Carlos e Eduardo, e os ministros Damares Alves (Direitos Humanos) e Abraham Weintraub (Educação) tiveram dados pessoais expostos pelo grupo hacker Anonymous na noite de segunda-feira. No entanto, embora a notícia tenha sido inicialmente tratada como um vazamento massivo, muitos dos dados já eram públicos, e apenas foram agregados em um único arquivo.

Em perfis no Twitter, os hackers divulgaram informações como e-mails, telefones, endereços, perfil de crédito, renda, nomes de familiares e bens declarados que pertenceriam às autoridades. Segundo o jornal O Globo, o presidente e seus filhos tiveram o número do CPF, telefones, endereços e dados sobre imóveis da família expostos. No entanto, dados como as declarações de bens imobiliários, já eram públicos e estavam disponíveis na plataforma de divulgação da Justiça Eleitoral destinada a informações sobre patrimônios de candidatos.

Em mensagem publicada no Facebook nesta terça-feira, o presidente Bolsonaro considerou o caso um medida de intimidação e informou que “medidas legais estão em andamento, para que tais crimes, não passem impunes.” Segundo o site UOL, o ministério da Justiça determinou abertura de inquérito policial a respeito do vazamento. 

Além da família Bolsonaro e dos ministros, o deputado estadual Douglas Garcia e o empresário Luciano Hang, da Havan, também tiveram os dados expostos. Pelo Twitter, o deputado confirmou a invasão de privacidade e disse que denunciaria o caso à polícia. 

Logo após a divulgação dos dados, o Twitter retirou o perfil dos hackers do ar. A divulgação ocorreu na esteira de declarações da página global do Anonymous, que em 31 de maio voltou a se manifestar em meio aos protestos pela morte de George Floyd nos Estados Unidos. Na ocasião, o grupo havia dito que os brasileiros precisavam investigar as relações do presidente com John Casablancas.

“Algo que as pessoas devem olhar no Brasil é investigar se Bolsonaro tem algum vínculo com o traficante e estuprador de crianças John Casablancas, um associado próximo de Trump que atuou como proxy para os negócios de Trump no Brasil sob algum cargo obscuro e indefinido”, disse o grupo no Twitter. 

Estado de atenção

Não é a primeira vez que autoridades brasileiras são hackeadas ou têm dados expostos na internet. Em 2019, o próprio presidente Bolsonaro e cerca de mil autoridades, como os presidentes da Câmara e do Senado, Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, tiveram seus celulares invadidos por hackers

Além dos óbvios inconvenientes trazidos pelo vazamento de dados ou invasão de dispositivos, quando se trata de autoridades brasileiras, o risco é ainda maior, pois essas informações podem levar à fraudes ou até mesmo comprometer a segurança nacional, dependendo de quais informações forem expostas, como explica o analista da Fast Help, Whitiney Melo. 

“Quando um vazamento desse porte compromete os dados do presidente da República, isso se encaixa na lei de segurança nacional porque envolve dados da presidência. Mas isso não desabona o fato de a vulnerabilidade existir. E foi uma falha humana, por que isso deveria ter sido mapeado e não foi”, disse ele ao blog. 

Segundo os testes realizados pela FastHelp, a falha que levou ao comprometimento dos dados surgiu no Ministério da Educação, cujo sistema de IPS estava desabilitado

“A vulnerabilidade foi explorada dentro do sistema do ministério da Educação. Foi uma falha no que chamamos de IPS, que é o controle de prevenção e intrusão do sistema. Essa falha permite que o potencial atacante consiga acesso às informações que já estão disponíveis, como no caso do Sistec do MEC. E o atacante consegue passar direto, sem que seja necessário nenhum processo de autenticação”, explica, acrescentando que pode haver algum problema no desenho de uma aplicação que possa ter permitido o acesso.   

Whitiney alerta que governos e autoridades são constantemente alvo de ataques, o que as torna naturalmente mais vulneráveis. No entanto, os episódios de vazamento demonstram a importância de fortalecer os processos e podem também ser vistos como uma importante lição para empresas. 

“Nós, da Fast Help, já estamos auxiliando clientes, até mesmo os que não tinham este tipo de vulnerabilidade. Mas este tipo de alerta levanta uma bandeira entre as empresas de segurança e clientes para os riscos envolvendo uma informação sensível do porte das que foram vazadas, sobre o que estamos fazendo do ponto da segurança da informação que possa prevenir que isso torne a acontecer”, comenta. 

Portrait of an anonymous man in a black hoodie and neon mask hacking into a computer. Studio shot.

Você também pode gostar de…

Quanto ganham os profissionais de TI?
Quanto ganham os profissionais de TI?

A pandemia do Covid-19 impactou empresas de todos os portes e setores, levando a um aumento do desemprego no país. O setor de TI não ficou imune a este movimento, especialmente em meio à expectativa de redução dos investimentos já destacadas por consultorias como a...

Temos vaga para Analista de Projetos
Temos vaga para Analista de Projetos

Você tem formação superior na área de Tecnologia da Informação ou Administração? Tem experiência na área de Analistas de Projeto em Tecnologia? Tem cursos adicionais na área de Projetos? E no final de tudo, deseja ser um Helper e ter desenvolvimento profissional...

0 Comments

Trackbacks/Pingbacks

  1. Panorama FastHelp - 08 de Junho - Fasthelp - […] noticiamos aqui no blog, a semana foi marcada pelo vazamento de dados pessoais do presidente Jair Bolsonaro, seus filhos…

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Entre em contato conosco

You have Successfully Subscribed!

Política de Privacidade

Este site usa cookies para fornecer seus serviços e melhorar sua experiência no site. Ao utilizar nosso portal, você concorda com o uso de cookies e nossa política de privacidade.

You have Successfully Subscribed!