Por que as certificações são o melhor caminho para crescer nas carreiras de Tecnologia da Informação

Tempo de Leitura: 6min

Escrito por Natália Scalzaretto

Em 17 de January de 2020

O mercado de trabalho em TI de 2019 até 2024

Mesmo dois anos após o fim da recessão econômica, o desemprego ainda atinge 11,2% da população brasileira. Esse cenário triste, no entanto, parece não ter afetado o setor de TI, cuja demanda por profissionais qualificados não para de crescer.

Bilhões de Reais em investimento em transformação digital até 2022

%

de aumento no setor de TI

%

de déficit de profissionais até 2024

Segundo um estudo da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) divulgado em 2019, as instituições de ensino precisam formar 70 mil novos profissionais ao ano, até 2024, para suprir as necessidades do mercado brasileiro. Em 2019, eram apenas 46 mil graduados ao ano.

Apesar do cenário de demanda aquecida, é preciso lembrar que, quando se trata de TI, qualidade é fundamental. Para progredir na carreira, os profissionais devem se manter atualizados em relação a novas soluções ou ameaças. E, justamente devido ao dinamismo do setor, é difícil encontrar cursos acadêmicos, como pós-graduações, alinhados com o que há de mais moderno no momento.

  • Baixa atratividade de TIC (candidatos/vaga) em relação da formações tradicionais:
    • 2,8 c/v no Bacharelado , 1,4 c/v em grau Tecnólogo;
    • 4,0 c/v em Direito; 3,3 c/v em Engenharia.
  • Na Rede Pública, 54% das vagas tem qualidade insatisfatória (segundo classificação Capes); na Rede Privada são 35% insatisfatórias.
  • Na Rede Privada, 58% das vagas são de grau Tecnólogo e 42% são Bacharelado, na Rede Pública essa proporção é invertida;
  • Admissão de 32%, denotando deficiência de formação no Ensino Médio.
  • Desistência de 69%. Na Rede Privada há viés de Insuficiência Socioeconômica, tendo em vista a evasão de 26%, considerando todos os cursos, que afeta os ingressantes que não gozam de financiamento estudantil.
  • Aproveitamento de 55%, denotando carência das capacitações em alta demanda pelas empresas.

Por isso, um dos melhores caminhos para garantir a continuidade da formação ou especializações em áreas emergentes são as certificações. Elas podem ser oferecidas por fundações, em geral visando a melhoria de habilidades, ou por empresas, que fornecem cursos específicos sobre seus produtos. 

A importância das certificações na área de TI

Existem diversos cursos específicos para cada área de TI, como desenvolvimento de aplicações ou infraestrutura de cloud. Na área de segurança da informação, algumas certificações se destacam internacionalmente, como a CISSP – Certified Information Systems Security Professional, fornecida pela organização (ISC)², que reconhece as habilidades dos profissionais em organizar e gerenciar sistemas de segurança. 

É claro que as certificações demandam esforço do profissional, que precisará se dedicar aos estudos e, muitas vezes, arcar com os custos. No entanto, as certificações também podem se traduzir também em maiores salários—além de prestígio e reconhecimento. 

De acordo com o relatório “2019 IT Skills and Salary Report – Salary and Certifications”, da empresa de treinamento para certificações Global Knowledge, profissionais certificados ganham mais do que os não certificados no mundo todo, mas é na América Latina que a discrepância é maior. Os certificados recebem 21% a mais que seus colegas, em média.

Traduzindo em números, profissionais de TI sem certificação recebem salários anuais de US$ 34.722, que saltam para US$ 40.797 a partir da primeira certificação e atingem US$ 48.180 para quem tem 6 certificações ou mais.

Valorizando os funcionários através do conhecimento

Os profissionais não são os únicos a se beneficiar das certificações. De acordo com a pesquisa da Global Knowledge, 45% dos entrevistados certificados afirmaram terem se tornado mais produtivos, enquanto 43% passaram a trabalhar mais rápido e 23% consideraram que a implantação de produtos e serviços passou a ocorrer com mais facilidade—concedendo às empresas um importante ganho de eficiência. 

Mas os benefícios podem ir além. A FastHelp, por exemplo, enxerga a capacitação dos funcionários como um fator de satisfação no trabalho. Com isso, a empresa implantou em julho de 2019 o programa Champions, que remunera funcionários por certificações obtidas junto aos fabricantes dos produtos utilizados nas soluções comercializadas pela FastHelp. A aceitação foi tão grande que, em apenas 6 meses, a equipe atingiu a meta de 8 funcionários certificados pelas empresas de segurança da informação Palo Alto, F5 Networks, Symatech e Kaspersky.  

Para Vania Martins, gestora de Recursos Humanos e Qualidade da FastHelp, a preocupação da empresa em valorizar os funcionários é um dos motivos pelos quais a empresa consegue reter seus colaboradores por mais tempo que a média do mercado, mesmo em um setor tão competitivo

“Temos colaboradores com 10 a 15 anos de casa, mas a média é 3 a 5 anos. Nossa rotatividade é bem baixa, as pessoas gostam do ambiente e nos dizem que aprendem muito” , conta Vania.

A combinação de maior eficiência, qualificação profissional, excelência técnica e motivação se reflete onde mais importa: no atendimento aos clientes. Vania lembra que o alto grau de complexidade das certificações demonstra aos clientes o nível de expertise dos funcionários, uma vez que dificilmente seriam atingidas por profissionais com pouca experiência. Dessa forma, a FastHelp aposta nesta relação de confiança como um de seus diferenciais.    

“Há cerca de três ou quatro anos, os clientes reclamaram que a empresa tinha uma rotatividade significativa. Eles sentiam muito a diferença porque era como se estivessem começando tudo de novo, perdiam a referência. Hoje não há mais essa reclamação, eles sabem quem é o especialista que atende as empresas deles e existe confiança no atendimento”, afirma.

Você também pode gostar de…

TI verde: a sua empresa está preparada para esta nova tendência global?
TI verde: a sua empresa está preparada para esta nova tendência global?

A Microsoft começou 2020 surpreendendo o mundo ao anunciar que pretende neutralizar as emissões de carbono da empresa até 2030. Além disso, compensará todas as emissões que já produziu na história da empresa até 2050. A companhia também lançará um fundo de 1 bilhão de...

0 Comments

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Entre em contato conosco

You have Successfully Subscribed!

PROMOÇÃO KASPERSKY PARA EMPRESAS DA SAÚDE

Nossa parceira Kaspersky está com uma iniciativa para proteger quem trabalha com saúde nesse momento de crise. Estamos com diversas soluções para a segurança do ambiente digital com um preço especial.


CONTATO

You have Successfully Subscribed!

Política de Privacidade

Este site usa cookies para fornecer seus serviços e melhorar sua experiência no site. Ao utilizar nosso portal, você concorda com o uso de cookies e nossa política de privacidade.

You have Successfully Subscribed!