Solicitar Contato

Iremos retornar seu contato em 24h!

15 + 1 =

LGPD pode ser adiada. O que muda para a minha empresa?

Tempo de Leitura: 4min

Escrito por Natália Scalzaretto

Em 7 de April de 2020

Na última sexta-feira, o Senado aprovou um projeto de lei que, dentre outros temas, adia a entrada em vigor da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) para janeiro de 2021 e garante que as penas só serão aplicadas a partir de agosto do mesmo ano. A proposta ainda será avaliada pela Câmara dos Deputados e só se tornará lei caso seja aprovada pela casa e sancionada pelo presidente da República. No entanto, a perspectiva de mudanças no prazo da mais importante regra de proteção de dados país já causa preocupação para as empresas. 

De acordo com a regra atual, a LGPD entraria em vigor em agosto de 2020, dois anos após sua aprovação. No entanto, os parlamentares consideram que, devido aos impactos da pandemia de Covid-19 para as empresas – como a disrupção das operações presenciais, além de queda no faturamento – o prazo seria insuficiente e a adequação à lei poderia se tornar mais um desafio em um período tão difícil. 

Vale lembrar que o projeto ainda está em tramitação, por isso é preciso ficar atento a qualquer mudança que ainda pode ocorrer. Aqui na FastHelp estamos acompanhando este tema de perto e vamos atualizar nossos conteúdos sempre que houver novidades. 

Por enquanto, conversamos com o advogado especialista em direito digital Alisson Possa sobre as principais dúvidas que podem surgir entre as empresas neste momento. Confira: 

O que muda com o adiamento do prazo? 

Segundo Alisson, as empresas ganham mais alguns meses para se adequar às normas previstas em lei, mas isso não muda o fato de que têm obrigação de adotar as medidas.

“A empresa continua tendo a obrigação de se adaptar, mas o aumento do prazo é melhor pra poder colocar um plano de adequação em prática e ter mais tempo pra ver como a empresa vai absorvê-lo”, comenta Alisson. 

Como aproveitar esse prazo extra?

Mesmo com o adiamento, Alisson explica que é importante seguir com medidas que já tenham sido adotadas ou aproveitar para começar a implementar a estratégia. “As empresas podem organizar o plano para adequação e até mesmo começar a mapear os processos de tratamento de dados pessoais, que é uma parte muito importante do projeto”, conta. 

Entre as dicas de nosso Guia Para Entender a LGPD explicamos que estudar as normas ISO 27001 e 27002 é um ótimo passo para montar a estratégia de adequação à LGPD, uma vez que elas estabelecem boas práticas de segurança da informação e funcionam como uma certificação da política de segurança da empresa. Além disso, é preciso elaborar o relatório de impacto de proteção de dados, que avalia todos os riscos que podem ocorrer em um vazamento. Esse esforço interno e de TI deve ser feito em paralelo com o trabalho jurídico de adequação de contratos com prestadores de serviços e também com clientes, por meio de ferramentas como uma política de cookies no site companhia. 

A partir daí é preciso identificar o processo que os dados pessoais percorrem dentro das empresas, como explica Alisson, para que seja possível identificar possíveis vulnerabilidades. 

O que acontece se a empresa sofrer uma vulnerabilidade ou cometer irregularidades entre janeiro e agosto de 2021? 

De acordo com Alisson, a medida “não é uma carta branca” que isenta as empresas de responsabilidade até 2021. Caso ocorram vulnerabilidades como vazamento de dados, a empresa já pode responder por isso mesmo antes da entrada em vigor da LGPD, especialmente se houver prejuízo para o titular dos dados. 

“As sanções administrativas ficam só para agosto, mas o titular dos dados já deve ser indenizado por qualquer dano causado. Vale dizer que essa obrigação perante o titular já existe mesmo do ponto de vista do direito civil atual”, conta. 

As multas previstas na LGPD podem chegar a 2 por cento do faturamento da empresa no Brasil, limitado a 50 milhões de reais, com multas diárias limitadas ao mesmo valor. Caberá à futura Autoridade Nacional de Proteção de Dados determinar as devidas punições.  

A FastHelp conta com uma equipe de profissionais preparada para elaborar a estratégia de cibersegurança da sua empresa e adequar a sua infraestrutura às exigências da LGPD. Entre em contato com nosso time de especialistas clicando aqui.  

Você também pode gostar de…

Congresso decide que LGPD vale para 2020, mas dúvidas permanecem
Congresso decide que LGPD vale para 2020, mas dúvidas permanecem

Em abril, o Congresso mudou a vigência da Lei Geral de Proteção de Dados. Em vez de agosto de 2020, a implementação passaria para janeiro de 2021. Em seguida, o presidente Jair Bolsonaro publicou a Medida Provisória 959/2020, adiando a vigência da lei ainda mais, para...

LGPD é adiada para maio de 2021. O que muda para a sua empresa?
LGPD é adiada para maio de 2021. O que muda para a sua empresa?

Após o Senado adiar a implementação da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), uma medida provisória assinada pelo presidente Jair Bolsonaro em 29 de abril estende ainda mais o prazo — adiando a LGPD para 3 de maio de 2021. Ou seja, as empresas terão nove meses a mais...

Panorama Fast Help –  4 de Maio
Panorama Fast Help – 4 de Maio

Este é o Panorama FastHelp, seu resumo semanal com tudo o que acontece de mais importante sobre Tecnologia da Informação e Cibersegurança no Brasil. Confira nossos principais destaques:  Ataques e segurança Criminosos seguem se aproveitando do desespero causado...

0 Comments

Trackbacks/Pingbacks

  1. Panorama FastHelp - Abril - […] você acompanha o blog da FastHelp, já sabe que o Senado aprovou um projeto de lei que adia a…
  2. LGPD é adiada para maio de 2021. O que muda para a sua empresa? - Fasthelp - […] lembrar que o projeto aprovado no Senado, que previa o adiamento da lei para janeiro de 2021 (com aplicação…

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Entre em contato conosco

You have Successfully Subscribed!

Política de Privacidade

Este site usa cookies para fornecer seus serviços e melhorar sua experiência no site. Ao utilizar nosso portal, você concorda com o uso de cookies e nossa política de privacidade.

You have Successfully Subscribed!